boa semana

“O mais importante é saber as condições necessárias para voltar”, diz reitor da UFG

Edward Madureira falou sobre a expectativa do retorno total das atividades na Universidade

Texto: Fabrício Soveral
Foto: Reprodução/Instagram @reitoriaufg

boa s

O reitor Edward Madureira voltou a falar sobre a expectativa para o retorno pleno das atividades na Universidade neste cenário de enfrentamento à pandemia da COVID-19. O assunto foi abordado no programa Boa Semana UFG da Rádio Universitária, nesta segunda-feira (27/4). A entrevista foi realizada por telefone seguindo as orientações de distaciamento social.

“A pergunta mais importante a ser respondida não é quando vamos voltar, mas quais as condições necessárias para voltarmos? Por isso muitas pessoas da universidade estão mobilizadas e trabalhando para que a gente volte com segurança e numa condição em que possamos recuperar o tempo que ficamos nessa condição”, argumentou o reitor.

Sobre uma data provável para a volta das aulas o reitor disse que ainda não é possível prever devido a situação com a COVID-19. “A ciência indica que o afastamento social ainda é a medida mais efetiva para evitar o agravamento da doença, bem como o uso de máscaras e outros cuidados, então é nesse contexto que estamos trabalhando”.

Atividades administrativas

Edward esclareceu que as atividades administrativas na UFG não foram interrompidas. Como medida de prevenção o trabalho presencial foi reduzido com a substituição por trabalho remoto ou revezamento. A expectativa é que os servidores técnicos-administrativos também retornem de forma gradativa ao trabalho presencial para atender a comunidade.

“A UFG está mobilizada para que as coisas continuem acontecendo e a mesma situação acontece no Brasil inteiro em relação às universidades federais. Temos que discutir o futuro, ainda não sabemos quanto tempo vai perdurar essa situação, mas quando passar precisamos estar preparados”, finalizou o reitor.

Fonte: Reitoria Digital

Categorias: Notícias Coronavírus