Weby shortcut
saúde da criança

UFG discute a promoção da saúde mental na primeira infância

Políticas de Estado estão sendo discutidas por diversos atores para prevenção de violência na infância 

Texto e foto: Ana Paula Vieira e Marina Sousa

Promoção da saúde mental na primeira infância foi  tema de reunião que ocorreu hoje (17/1), no gabinete da Reitoria da UFG. O reitor, Edward Madureira Brasil recebeu representantes do Hospital das Clínicas (HC), da Faculdade de Medicina (FM/UFG), da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), do Núcleo de Combate à Violências da SMS, da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) e da TV UFG para debaterem  o assunto.

saúde da criança

O coletivo pretende estabelecer políticas públicas e estratégias contra a violência sofrida por crianças e adolescentes. De acordo com Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), a violência contra menores de idade engloba os maus-tratos físicos e emocionais, agressões sexuais e a negligência. Durante a infância, uma em cada quatro crianças sofre maus-tratos físicos, ao passo que quase uma em cada cinco meninas e um em cada 13 meninos são vítimas de abuso sexual. O homicídio é uma das cinco principais causas de morte de adolescentes.

De acordo com  médica do Setor de Projetos  Estratégicos em Saúde do Hospital das Clínicas (HC), Marta Maria Alves da Silva, o encontro de hoje foi uma iniciativa histórica. “Agradeço imensamente ao coletivo e aos diversos atores da UFG, dentre os quais a PROEC, o Hospital das Clínicas, o Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina, o CEPAE, a TV UFG, Rádio Universitária e Secom, e da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, por meio do Núcleo de Vigilância às Violências e Promoção da Saúde da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, que participam desse projeto de grande impacto social, pois é por meio dessas medidas que podemos contribuir para a proteção da Primeira Infância, para a prevenção das violências contra crianças e para uma cultura de paz em nossa sociedade”.  

saúde da criança 2

A pró-reitora da Proec e interlocutora do projeto na UFG, Lucilene Maria de Sousa, explica que o coletivo tem realizado reuniões rotineiras sobre a saúde mental na primeira infância, em que discutem, inclusive, práticas a serem implementadas no Cepae. “Entre essas ideias, estão rodas de conversas direcionadas aos alunos e familiares, campanhas de atenção e proteção de crianças e adolescentes e também a avaliação e monitoramento de possíveis casos”. O reitor da UFG, Edward Madureira, destacou a importância das ações previstas e do trabalho desenvolvido. “Esse movimento faz a Universidade ser mais forte. Nós agradecemos o empenho de todos”, concluiu o reitor.

Com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

 

Fonte: Reitoria Digital/ UFG

Categorias: notícias