aniversário RTVE-site

Fundação RTVE completa 25 anos e comemora crescimento de projetos e recursos

No aniversário, Fundação celebra história, divulga portfólio de projetos e lança cápsula do tempo

Texto: Ana Paula Vieira

A Fundação Rádio e Televisão Educativa e Cultural (RTVE), instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que apoia a UFG e outras entidades na gestão de projetos, completou 25 anos nesta terça-feira (20/7) e comemorou com evento online com a presença de gestores e ex-gestores da Universidade e da Fundação. No aniversário, a RTVE anunciou a publicação do seu portfólio de projetos, que a partir de hoje está disponível no site rtve.org.br, e lançou uma cápsula do tempo que será aberta no cinquentenário da entidade, em 2046.

O evento comemorativo foi conduzido pela diretora executiva da Fundação, Silvana Coleta, que falou sobre o trabalho desenvolvido. De acordo com Silvana, a Fundação cresceu mais de 9.000% no volume de recursos administrados, passando de R$ 3 milhões em 2016 para R$ 297 milhões em 2021. No número de projetos gerenciados, a taxa de crescimento foi de cerca de 470%, saltando de 11 iniciativas em 2016 para 63 em 2021. “São 25 anos de muito trabalho e dedicação ao que fazemos, construindo diariamente um percurso de apoio que pretendemos que seja cada vez mais sólido para a UFG”, ressaltou Silvana.

A diretora da Fundação também enfatizou a importância dos instituidores da entidade, ex-diretores e pessoas envolvidas na sua criação e na luta pela TV UFG, cujo canal é uma concessão da RTVE. “A Fundação é o resultado do trabalho de servidores docentes e técnicos que vislumbraram sua criação há 25 anos e não fugiram das dificuldades”, relembrou Silvana. Ela também lembrou que o Ministério Público do Estado de Goiás certificou a Fundação pelo resultado na prestação de contas do ano de 2019 com 98,67% da pontuação possível. “A Fundação começou tímida, mas hoje podemos afirmar que mesmo diante de enormes desafios a serem vencidos somos reconhecidos por quem nos conhece”, analisou a diretora.

A Reitoria da UFG foi representada na solenidade pela vice-reitora Sandramara Matias. Ela ressaltou o crescimento e importância da Fundação: “Depois dos seus 25 anos, de muita luta, ela chega a uma maturidade, com a competência que está expressa na capacidade de gerir projetos com qualidade, compromisso, ética e com respeito ao que é essa Universidade e a toda história e trajetória da UFG, apoiando projetos de pesquisa, ensino, extensão e inovação”. Para Sandramara, o aniversário é um marco: “A Fundação RVTE tem feito isso com extrema qualidade e compromisso, superando os inúmeros desafios que foram colocados nessa trajetória e conseguindo construir essa história de forma tão exitosa, assumindo projetos extremamente significativos”.

aniversárioRTVE
Atuais gestores e ex-dirigentes da Universidade e da Fundação marcam presença na solenidade 

 

História
Conforme adiantado pela diretora Silvana Coleta, a história da Fundação será registrada por meio de depoimentos com pessoas que fizeram parte da sua criação e da luta pela concessão do canal da TV UFG. Entre elas, o ex-diretor da Fundação Luiz Signates, que fez um relato sobre a história de lutas da comunidade acadêmica e de gestores da Universidade pela concessão do Canal. De acordo com ele, a iniciativa data dos anos de 1970 e a UFG foi uma das primeiras a assumir uma emissora de rádio, sendo a Rádio Universitária uma das pioneiras do país.

Além dos depoimentos, que, segundo Silvana, “serão gravados assim que a pandemia permitir”, a Fundação lançou outra iniciativa para contribuir com a preservação da sua história: uma cápsula do tempo será enterrada no Morro do Mendanha, onde está a antena da TV UFG, com vários documentos, fotos e materiais de divulgação sobre a entidade. O dispositivo será aberto em 20 de julho de 2046, para comemorar o cinquentenário da RTVE. “Esperamos que, ao abrirmos a cápsula também possamos encontrar um Brasil que defende o valor da educação, do conhecimento científico e da cultura como caminho para uma sociedade mais justa e igualitária para todos”, afirmou Silvana.

O evento também reuniu diversas pessoas que participaram dessa história, como os ex-reitores da UFG Milca Severino e Orlando Amaral, os ex-diretores da Fundação Carlito Lariucci, Juarez Patrício de Oliveira Júnior, Angelita de Lima e Márcia Boaratti e os ex-diretores da TV UFG Rosana Borges e Michael Valim. Também estiveram presentes a promotora Marlem Gladys Ferreira Machado Jayme, da Curadoria de Fundações e Associações de Goiânia do Ministério Público, a diretora da TV UFG, Vanessa Bandeira, o assessor da Direção Michael Valim, funcionários da Fundação, o pró-reitor de Pesquisa e Inovação Jesiel Freitas, a pró-reitora de Assuntos Estudantis Maisa Miralva, o pró-reitor adjunto de Graduação Israel Elias Trindade, além de gestores de unidades da UFG.

 

Fonte: Reitoria Digital UFG

Categorias: Notícias Noticias