Samambaia

Conselho Universitário aprova resolução sobre atividades acadêmicas remotas

Consuni discutiu o uso de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) em algumas atividades de ensino, pesquisa e extensão

Texto: Ana Paula Vieira
Foto: Câmpus Samambaia/Divulgação

Samambaia

O Conselho Universitário (Consuni) da UFG aprovou a Resolução nº 22/2020, que alterou a Resolução nº 18R/2020 e autoriza a realização de algumas atividades acadêmicas de maneira remota, a partir do uso de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs). O Consuni se reuniu virtualmente na tarde da última sexta-feira (22/5), e a resolução foi publicada nesta terça-feira (26/5) (Confira aqui a resolução nº 18R/2020 reeditada com as alterações introduzidas pelas Resoluções Consuni nº 19/2020, de 02/04/2020 e nº 22/2020, de 22/05/2020).

A nova regulamentação autoriza atividades acadêmicas como defesa de estágio, disciplinas de núcleo livre, defesas de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), ações de extensão, aulas e atividades de pós-graduação, de pesquisa e desenvolvimento, entre outras. De acordo com o que foi aprovado no Consuni, todas essas iniciativas só serão realizadas se houver o consenso de 100% dos envolvidos: estudantes e professores e, ainda, aprovação dos Conselhos Diretores ou Colegiados de cursos.

O documento também estabelece que os estudantes poderão cancelar disciplinas a qualquer tempo, enquanto durar o isolamento social, e define que a UFG, por meio do Centro Integrado de Aprendizagem em Rede (Ciar), da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Propessoas) e da Secretaria de Tecnologia e Informação (Seti), ofertará suporte a professores, estudantes e técnicos-administrativos, quanto ao uso das TDICs.

A Resolução foi desenvolvida a partir de discussões realizadas por um Grupo de Trabalho (GT) criado com o objetivo de realizar um diagnóstico da viabilidade de expansão de atividades acadêmicas mediadas por TDICs. O GT conta com representação de diferentes unidades acadêmicas, órgãos e segmentos da comunidade universitária. “Agradecemos muitíssimo a participação de unidades acadêmicas, estudantes e conselheiros, que para além de criticar e apontar problemas, entenderam o momento que estamos vivendo e se mobilizaram para discutir a minuta de Resolução e apresentar contribuições. Com a aprovação da resolução, demos um passo significativo, mas cauteloso, no que diz respeito ao uso de TDIC em algumas atividades na UFG”, avaliou a vice-reitora Sandramara Matias, que coordenou o Grupo.

Avaliação
Ainda na reunião do Consuni, o reitor da UFG, Edward Madureira, fez considerações para esclarecer as discussões sobre as atividades acadêmicas da Universidade durante a pandemia da Covid-19. Ele demonstrou preocupação com informações fragmentadas que circularam pelos meios digitais.

“Alguns especialistas apontam que as atividades presenciais em sua plenitude só serão possíveis em 2021 porque para voltar é preciso ter vacina, tratamento e testes. Então, é necessário estudar soluções. Ser criticado pelo simples fato de aplicar questionários aos estudantes é algo injusto", relatou o reitor.

Edward apontou um tripé que considera fundamental em qualquer discussão sobre as atividades acadêmicas da Universidade em tempos de pandemia: “Precisamos garantir a isonomia entre os nossos estudantes, a qualidade do ensino e a segurança de todos.”

O reitor lembrou que já fez várias manifestações afirmando que a UFG não voltará às atividades presenciais sozinha. "Estamos acompanhando o contexto do que dizem os especialistas e do que acontece em outros lugares para tomar a melhor decisão, mas pensando em primeiro lugar na segurança das pessoas".

Fonte: Reitoria Digital

Categorias: Notícias Consuni Coronavírus