refugiados

Projeto que envolve o acolhimento de refugiados é discutido pela UFG

Vice-reitora realizou reunião preliminar nesta quinta-feira

Texto e foto: Ana Paula Vieira

A partir de uma demanda de alguns refugiados à UFG, a Reitoria realizou uma reunião na manhã desta quinta-feira (16/1), para tratar sobre ações de acolhimento a esse público. A vice-reitora Sandramara Matias recebeu o pró-reitor adjunto de Graduação da UFG, Israel Elias Trindade, e o professor da Faculdade de Letras Giuliano Castro, que falaram sobre algumas iniciativas já desenvolvidas na Universidade e sobre novas ideias nesse âmbito.

refugiados

O professor Giuliano Castro já realiza, na Faculdade de Letras, projetos voltados para o ensino de Português como língua estrangeira dentro da Prática como Componente Curricular, parte obrigatória dos cursos de licenciatura. Segundo o professor, outras ações isoladas também são realizadas por diferentes cursos da UFG e por outras instituições.

Nesse encontro preliminar, a vice-reitora destacou que o primeiro passo é realizar um mapeamento sobre os projetos e ações já desenvolvidas pela UFG em relação aos refugiados. A partir daí, a ideia é convidar para uma reunião os atores da comunidade universitária que já trabalham com esse tema e iniciar um levantamento de propostas, pensando num programa institucional. “Podemos pensar em um projeto que contemple questões como língua, saúde, saúde bucal, educação e direitos”, analisou Sandramara.

O mapeamento inicial ficou a cargo do pró-reitor adjunto de Graduação da UFG, Israel Elias Trindade, que também comentou a importância de apoiar a regularização da vida acadêmica dos refugiados, visando à possibilidade de ingresso na UFG.

Segundo dados do Cômite Nacional para os Refugiados (Conare) na 4º edição do relatório “Refúgio em Números”, o Brasil reconheceu, apenas em 2018, um total de 1.086 refugiados de diversas nacionalidades. Com isso, o país atingiu a marca de 11.231 pessoas reconhecidas como refugiadas pelo Estado brasileiro.

Com informações da Agência da ONU para Refugiados (Acnur).

Fonte: Reitoria Digital/ UFG

Categorias: notícias