reunião novas universidades

UFG realiza reunião com UFCAT e UFJ

Demandas administrativas e acadêmicas foram tratadas no encontro

Texto e foto: Marina Sousa

A vice-reitora, Sandramara Matias Chaves, reuniu-se hoje (13/1), com o reitor pro tempore da Universidade Federal de Jataí (UFJ), Américo Nunes da Silva, o procurador-chefe da UFG, Francisco Antônio Nunes, o Coordenador de Gestão com Pessoas e Desenvolvimento Institucional da Universidade Federal de Catalão (UFCAT), Moisés Fernandes Lemos representante da reitora pro tempore da UFCAT, Roselma Lucchese, para dar continuidade às tratativas sobre o processo de tutoria da UFG em relação às novas Universidades.

reunião novas universidades

Coordenadores e representantes das estruturas administrativas das instituições, como o Centro de Informação, Documentação e Arquivo (Cidarq), o Centro de Recursos Computacionais (Cercomp), Secretaria de Tecnologia e Informação (SETI), Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Pró-Pessoas), Pró-Reitoria de Administração e Finanças (Proad) e Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae) também participaram do encontro.

Desde o começo do mês de janeiro reuniões como essa estão sendo realizadas no gabinete da reitoria no Câmpus Samambaia em Goiânia, pois o processo de emancipação da UFCAT e UFJ demandam de uma série de ações administrativas e acadêmicas que gradativamente serão transferidas para as novas universidades, visto que a gestão de boa parte dessas questões é da UFG. Foram tratados na reunião assuntos relativos à progressão de servidores, emissão de diplomas dos concluintes, editais de bolsas estudantis, convênios, contratos e uso de sistemas.

reunião novas universidades 2

“Vamos montar  grupos de trabalho para tratar das principais temáticas, visando priorizar essa série de demandas com acompanhamento feito pela UFG, nos resguardando para garantir a continuidade de todas as atividades previstas”, afirma a vice-reitora, Sandramara Matias Chaves. O reitor da UFG, Edward Madureira, disse que o momento é de cautela e paciência. “Estamos vivenciando um novo processo, outras universidades já se desmembraram mas a nossa realidade é diferente em vários aspectos. Vamos trabalhar com a expertise do que já foi feito mas é preciso ter paciência, pois há muito o que se discutir nessa transição, então vamos racionalizar o que for possível  e encontrar novos caminhos, e isso só acontece por meio de muito diálogo”, concluiu o reitor.

Fonte: Reitoria Digital/ UFG

Categorias: notícias