Weby shortcut
w

Presidente da Saneago visita laboratórios da UFG

As instituições visam parcerias e uso de novas tecnologias

Texto e foto: Marina Sousa

 

A Universidade Federal de Goiás (UFG) recebeu nesta sexta-feira (31/1), a visita do presidente da Saneago, Ricardo José Soavinski e comitiva, para conhecer alguns dos laboratórios da Universidade, como o Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (Lapig) vinculado ao Instituto de Estudos Socioambientais (Iesa), e o Centro Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CRTI) do Parque Tecnológico Samambaia.

O pró-reitor de pós-graduação (PRPG/UFG), Laerte Guimarães Ferreira Júnior,  e a coordenadora do Lapig, Elaine Barbosa da Silva, fizeram uma apresentação sobre a atuação do laboratório, que visa à organização de dados geográficos e documentais voltados ao monitoramento territorial e ambiental dos biomas brasileiros. “O Lapig é um laboratório referência no Brasil e também internacionalmente no que tange ao trabalho com  imagens de satélites. Fazemos o monitoramento da cobertura e uso da terra, então nós trabalhamos com diversas análises de dados de municípios e bacias hidrográficas, além de outro campo importante que é a atuação dos nossos veículos aéreos não tripulado [Vanst /drones] para as nossas pesquisas e aprofundamento de dados”, explicou o pró-reitor. 

w

A coordenadora Elaine Barbosa, também  contou um pouco sobre as parcerias que o laboratório possui com  a empresa, como a formação de turmas com técnicos da Saneago no laboratório. “É sempre uma alegria enorme recebê-los aqui, pois vocês sabem da qualidade do trabalho que nós desenvolvemos e do impacto disso. E a Saneago presta um serviço de grande importância para todos”, concluiu Elaine.

O segundo espaço de relevância e nível de sofisticação tecnológica vistado pelo presidente da Saneago foi o CRTI no Parque Tecnológico Samambaia, que é um centro multiusuário e multi-institucional dotado de capacidade analítica diversificada e voltado para atender a demandas científicas, tecnológicas e de inovação provenientes de universidades, centros de pesquisa, governos e empresas. Nesse local a visita foi guiada pela coordenadora do CRTI, Cecília Maria Alves de Oliveira, o coordenador adjunto do CRTI, José Affonso Brod, a pró-reitora adjunta de Pesquisa e Inovação e diretora de Transferência e Inovação Tecnológica, Helena Carasek Cascudo, e o diretor do Parque, Luizmar Adriano Junior. Os espaços da divisão de análise química e estrutural; difração de raio-x;  fluorescência de raio-x ; e microssonda eletrônica foram visitados como amostra da capacidade de estudos e pesquisas que o Centro fornece.

e

O reitor da UFG, Edward Madureira, agradeceu a vinda da comitiva da Saneago e do presidente Ricardo José Soavinsk, e destacou que a partir da visita realizada à sede da empresa no começo dessa semana, mostrou que a UFG e a Saneago têm muito a prosperar. “Nossas ações vão fomentar muitas discussões e nada mais importante do que ver de perto o que a UFG pode oferecer na busca de resolução de problemas e soluções tecnológicas. O que fazemos aqui impacta profundamente a vida da sociedade, então vamos projetar essa parceria”. O presidente da Saneago, Ricardo José Soavinsk, agradeceu o apoio e disse que essa aproximação renderá boas ações. “ Poder ver junto à universidade soluções para questões envolvendo obras, projetos é algo muito bom. Falei com os meus superintendes e muitos vieram pois estamos alinhados com a capacidade técnica cada vez mais eficiente e especializada, e não  há nada melhor do que vir até a universidade para buscarmos mais conhecimento. A Saneago atua em 226 municípios goianos e lidamos com muitos desafios que envolvem bacias, estiagem, tratamento de água e outros. Então temos que observar todos os aspectos do nosso trabalho em consonância com os recursos disponíveis ou em desenvolvimento”, disse o presidente.

A comitiva da Saneago foi composta pela superintendente de meio ambiente, Rafaella Wolf de Pina, o diretor de expansão, Ricardo Correia, o diretor de produção, Wanir Medeiros, a gerente de apoio à conservação de mananciais, Jacqueline Rocha Santos, e ainda,  a supervisora de hidrogeologia, Kárita Borges, a supervisora de projetos de água, Renata Cristina Rosa e o superintendente de estudos e projetos, Fernando Viana.

i

Fonte: Reitoria Digital/ UFG

Categorias: notícias