Weby shortcut
Vereadora Doutora Cristina visita Parque Tecnológico da UFG

Relatora do Plano Diretor de Goiânia visita Parque Tecnológico

Vereadora Cristina Lopes afirma que o projeto de revisão do Plano Diretor está em fase final; reitor da UFG destaca vocação para a ciência e tecnologia da região norte da Capital 

A vereadora Cristina Lopes Afonso (PSDB) esteve em visita técnica à Universidade Federal de Goiás (UFG) com parte da equipe que está trabalhando na revisão do Plano Diretor de Goiânia. O objetivo da parlamentar, que é a relatora do projeto, era conhecer o Parque Tecnológico Samambaia pessoalmente e conversar com as pessoas no local para saber o que é, como funciona e, principalmente, quais são os principais desafios enfrentados.

Cristina afirma que irá defender a regulamentação do Parque Tecnológico Samambaia no Plano Diretor de Goiânia. Medida que, segundo ela, se aprovada, pode favorecer parcerias e convênios, inclusive com verbas internacionais. “Conhecer esse Parque é uma verdadeira valorização do nosso Estado. Várias linhas de pesquisa estão sendo de desenvolvidas aqui de ciência, de tecnologia, economia criativa e solidária, agronegócio. Isso é fantástico e é valorizar os nossos talentos. Na medida do possível, o poder público vai auxiliar a promover exatamente o que a Universidade faz sem jamais impedir o seu desenvolvimento”, reflete.

A relatoria do projeto de revisão do Plano Diretor de Goiânia está em fase final, que contempla as visitas técnicas. Segundo a vereadora, é importante levar não só através do mapa e da teoria, mas também na prática a proposta de revisão para que seja defendida com mais propriedade. 

Ao falar sobre a expectativa da Universidade para o Plano Diretor de Goiânia, o reitor da UFG, Edward Madureira, destacou que, no que diz respeito à região norte da Capital, onde está situado o Câmpus Samambaia, é necessário observar dois fatores importantes. O primeiro se deve ao fato de a região abrigar as nascentes do Ribeirão João Leite e do Rio Meia Ponte, as bacias que abastecem o município de Goiânia. 

“Também temos uma vocação para a ciência e tecnologia. Aqui estão Embrapa [Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária], a UFG com diversos laboratórios de pesquisa mais o Parque Tecnológico Samambaia e outras estruturas de parques tecnológicos. Ao pensar a expansão da cidade, é fundamental considerar a sua vocação, que sem dúvida nenhuma, tem potencial inimaginável para a geração de riqueza muito sustentável com base em tecnologia”, ressalta Edward.

 

Vereadora Doutora Cristina visita Parque Tecnológico da UFG

Foto: Assessoria de Imprensa da vereadora Dra.Cristina

Fonte: Reitoria Digital/ UFG

Categorias: Notícias